Cirurgia do Romário: Como funciona, procedimentos, riscos

O famoso e ex-jogador de futebol Romário fez uma cirurgia que o fez perder 10kg em poucos dias e isso tem causado bastante alvoroço, devido ao grande risco de vida que o procedimento possui. Como é de curiosidade de grande maioria, trouxemos algumas informações importantes para você, confira. O procedimento recebe o nome de interposição ileal.

O ex-jogador postou algumas fotos e elas já causaram polêmicas na internet, pois é bem vísivel a perda de peso que ele teve nas últimas semanas e isso está gerando milhares de comentários e dúvidas a respeito da cirurgia. O que causa esse alvoroço todo é que a cirurgia bariátrica que ele fez é para reduzir a diabetes e não tem resultado garantido, além de que ela não é aprovada pelo CFM, que é o Conselho Federal de Medicina, pois o procedimento ainda é visto como experimental.

No Brasil, conforme falado o procedimento ainda está passando por fases de tese. Primeiramente é feita uma gastrectomia vertical, que é a retirada do estômago fazendo com que ele fique em formato de um tubo. Depois uma região que fica perto do intestino delgado chamado íleo é transferida para perto do estômago, onde ele passa a receber uma quantidade de alimentos maior, alimentos esses que acabaram de passar pelo estômago, o que contribui para o aumento da produção do hormônio GLP-1. Esse hormônio é muito importante, pois estimula o pâncreas a produzir insulina que é muito importante para quem possui diabetes. Resumindo: o procedimento é para tratar a diabetes, mas que acaba ajudando na perda de peso, já que é preciso fazer uma redução de estômago, que foi o que aconteceu com o ex-jogador, então atual senador Romário, ele estava com 80kg e atualmente passou para 70kg.

Existem muitos riscos sim para esse procedimento, afinal, ainda está em fase de testes. Um dos principais riscos da cirurgia é a perda de massa óssea que pode chegar a cerca de 5% ao ano e isso é muito, pois as mulheres após a menopausa perdem cerca de 1% ao ano. Além de outros sérios problemas, segundo informações que foram divulgadas sete pessoas morreram depois que fizeram a cirurgia e 8 pessoas ficaram com sequelas bem graves. Todas foram feitas pelo mesmo médico, que no caso, é o que operou Romário. Por isso, foi divulgado que Romário teve que fazer uma autorização para que o médico o operasse, passando toda a responsabilidade para si próprio. Muita coragem não é mesmo?

 

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*