Consultar IPTU 2017 Cuiabá- Segunda via IPTU Cuiabá 2017

Assim como outros impostos o IPTU vem no início do ano e deixa os brasileiros de cabelo em pé. Ele é um imposto cobrado anualmente das propriedades dos cidadãos. IPTU é a sigla para Imposto Predial e Territorial Urbano, que é um imposto brasileiro cobrado das pessoas que possuem uma propriedade imobiliária urbana, como um apartamento, sala comercial, casa ou outro tipo de imóvel dentro de uma região urbanizada.

O objetivo principal do IPTU é basicamente fiscal, ou seja, obter recursos financeiros para o Governo, mas também pode ser um meio para controlar os preços das propriedades.

Em alguns estados, geralmente os menores, o IPTU é a principal origem das verbas. A base de cálculo do IPTU é o valor do imóvel sobre o imposto pago por ele, o valor em dinheiro e à vista. A alíquota utilizada para calcular o IPTU é estabelecida pelo legislador de cada município, e pode variar conforme os estados.

Os boletos de pagamento chegam até na residência do morador, mas pode ser que ele perca ou não receba, mas não se preocupe, é só emitir a Segunda Via.

Para os moradores de Cuiabá no Estado do Mato Grosso é bem simples emitir a 2ª via do IPTU para pagamento, veja o passo a passo que preparamos para você:
1º passo: acesse o site do Governo do Mato Grosso pelo link www.cuiaba.mt.gov.br;
2º passo: selecione o tipo de inscrição
3º passo: preencha a sua inscrição
4º passo: clique em avançar
5º passo: agora é só fazer a impressão e efetuar o pagamento

Alguns dos fatores que influenciam no cálculo para a definição do valor do IPTU de um imóvel é: o tamanho do terreno, a sua localização, o tamanho da área construída e a qualificação, que consiste na qualidade do acabamento desta construção.

O IPTU também tem uma função social muito importante, que consiste em evitar que grandes propriedades sejam mal utilizadas pelos donos, uma vez que, quando provado que a propriedade não está sendo corretamente aproveitada, o governo pode aumentar o IPTU, com o objetivo de fazer com que os proprietários vendam o imóvel, e assim torná-lo produtivo.

O IPTU consta na Constituição Federal e serve tanto para pessoas jurídicas, como pessoas físicas. Toda a regência do IPTU está abrangida pelo Código Tributário Nacional (CTN), representado pela Lei nº 5.172, de 25 de outubro de 1966. Como trata-se de imposto muito importante é preciso pagar e ficar em dia com seus deveres diante da justiça federal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *