Quais os sintomas da gripe H1N1

      Nenhum comentário em Quais os sintomas da gripe H1N1

A Gripe H1N1 é também chamada de gripe suína ou influenza H1N1 e é causada por uma mutação do vírus da gripe, onde se tornou mais conhecida e evidente entre os anos de 2009 e 2010 onde atingiu grande parte da população de todo o mundo. A Gripe H1N1 tem sintomas bem parecidos com os sintomas da gripe comum e é transferida da mesma forma, porém é que se ela não for tratada ou prevenida pode gerar muitas complicações a saúde humana e pode até levar a morte.

De acordo com algumas informações divulgadas pela Organização Mundial de Saúde, cerca de 207 países e alguns outros territórios confirmaram casos da gripe H1N1 nos anos de 2009 e 2010 (anos em que houve a pandemia). Infelizmente nesse período foram mais de 9 mil pessoas mortas pelo vírus. Muito tempo depois, a doença ainda continua assombrando as pessoas, no ano de 2016 houveram muitos casos, principalmente em São Paulo que teve mais casos do que todo o restante do país junto. Foram um total de 260 pessoas com a gripe, casos confirmados.

Os principais sintomas da Gripe H1N1 são: diarreia, náuseas e vômitos, congestão nasal, coriza, fraqueza, dor na garganta, espirros, falta de ar, dores musculares, dor de cabeça, tosse e febre alta.

A transmissão ocorre da mesma maneira que ocorre a transmissão da gripe comum, ou seja, por meio de secreções respiratórias, como gotículas de saliva, tosse ou espirro, por isso é importante sempre ter uma boa ascipcia. Após ser infectada pelo vírus, a pessoa pode demorar de um a quatro dias para começar a apresentar os sintomas da doença. Da mesma forma, pode demorar de um a sete dias para ser capaz de transmiti-lo a outras pessoas.

A gripe H1N1, como qualquer gripe, pode afetar pessoas de todas as idades, mas, no período em que aconteceu aquele surto que abalou todo o mundo, verificou-se que o vírus afetou mais pessoas entre os cinco e os 24 anos. Foram poucos os casos em que a  gripe H1N1 afetou pessoas com mais de 65 anos de idade. Isso deixa claro que o vírus ainda é um mistério, pois cada vez ele se manifesta de uma maneira.

Os outros fatores de risco são do mesmo linha daqueles jeito para outros tipos do grupo de gripe. É preciso tomar alguns cuidados como: não permanecer em locais fechados e com um aglomerado de pessoas, não levar as mãos à boca ou ao nariz sem lavá-las antes e não ficar em contato próximo com uma pessoa doente. Essas são um dos principais fatores que podem com certeza aumentar a possibilidade de uma pessoa vir a desenvolver gripe H1N1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *